Fundação MS renova parceria com prefeitura de Rio Brilhante para pesquisa e difusão de tecnologias agropecuárias

Área destinada para estudo é de 20 hectares, possibilitando a implantação de diversos trabalhos de pesquisa em soja e milho

Secretário Municipal de Desenvolvimento, Hugo Suekame, diretor executivo da Fundação MS, Alex Melotto, e prefeito de Rio Brilhante, Lucas Foroni

18/06/2021 14h11 - Por: Fundação MS

O diretor executivo da Fundação MS, Alex Marcel Melotto, e o prefeito de Rio Brilhante, Lucas Foroni, assinaram, na manhã da última terça-feira (15), no gabinete da administração municipal, termo de cooperação mútua com objetivos de realizar trabalhos de pesquisa agropecuária que atendam diretamente as demandas dos produtores rurais locais e difundir informações a toda cadeia do Agro. Os estudos serão realizados na área da Fundação Oacir Vidal, com apoio da Associação dos Engenheiros Agrônomos (AEARB) e do Sindicato Rural, e os resultados obtidos divulgados de forma gratuita nos eventos promovidos pela instituição de pesquisa.

Participaram também do evento os secretários de Administração, Planejamento e Finanças, Lenilso Carvalho Antunes; de Desenvolvimento, Hugo Koji Suekame; e de Saúde, Cleo Rodrigues Rossati; além do Gestor de Parcerias, Nedson Paulo Silva Ortega.

"A parceria com a prefeitura permite pesquisas mais robustas, fortalecendo a cadeia produtiva local", disse Melotto.

A unidade de pesquisa, em parceria com as instituições de Rio brilhante, que já existe há mais de 10 anos, se revigora com a renovação, uma vez que há uma área exclusiva destinada para a realização dos trabalhos e o envolvimento de diversas instituições na difusão dos resultados. A Fundação MS e a prefeitura esperam atender as diversas demandas dos produtores rurais de Rio Brilhante, realizando ensaios em campos de cultivares de soja e milho, controle de doenças, combate a plantas daninhas e manejo e fertilidade do solo.

Atualmente, o pesquisador de Fitotecnia Milho da Fundação MS, André Lourenção, está conduzindo pesquisa no local utilizando 60 híbridos que estão dispostos em 240 parcelas. A previsão de entrega dos resultados é no final do período safrinha.

Para o prefeito de Rio Brilhante, a importância de selar a parceria com a Fundação MS é trazer a informação embasada em conceitos científicos para tomada de decisão. "É algo que prego sempre. Que o achismo não pega mais. Hoje nós temos informação e tecnologias que precisam ser implementadas. Nós, como poder público, vamos ajudar o máximo possível na divulgação, ampliação e amplitude dessa informação e a Fundação MS tem credibilidade", destacou.

A implantação de áreas de estudo tem a finalidade de produzir conteúdos específicos que atendam a demanda do produtor local, possibilitando a criação de informações para que o agricultor possa ter condições de acesso aos melhores produtos e a um manejo mais assertivo no cuidado da lavoura, proporcionando aumentos de produtividade e melhoria da rentabilidade para o produtor rural.