Aveia Branca

Aveia Branca

Aveia (Avena sativa L.)
A aveia (Avena sativa L.) pertence a família Poaceae e há seis espécies importantes. A aveia branca é a mais cultivada pois possui grande aproveitamento industrial. A cultura da aveia caracteriza-se por ser uma excelente alternativa para o cultivo de inverno e para o sistema de rotação de culturas, especialmente pela sua multiplicidade de usos. Segundo a CONAB, considerando-se somente o plantio de aveia para grãos, Mato Grosso do Sul teve, em 2011, 7.000 hectares da espécie, no entanto sabe-se que seu uso é muito frequente tanto como forrageira para pastejo direto, feno ou silagem, quanto para cobertura de solo para plantio direto, o que eleva muito a área plantada no MS. Os grãos produzidos tem bom valor de mercado. São utilizados na alimentação humana e também animal tanto in natura (especialmente equinos) quanto na composição de rações.

Características Agronômicas

É uma cultura de ciclo anual, variando de 110 a 120 dias da germinação a maturação no estado de Mato Grosso do Sul. A altura varia de 0,8 até 1,2 m e, em condições favoráveis, produz de 4 a 5 perfilhos e até 30 toneladas de massa verde por hectare. Seu sistema radicular é fasciculado, fino e muito volumoso, com uma formação fibrosa que facilita a penetração no solo.
O grão possui de 12% a 16% de proteína, e a massa verde pode suportar de 2 a 3 pastejos diretos, produzindo em torno de 30% de matéria seca com teores entre 10% e 12 % de proteína bruta. A aveia possui alta proporção de folhas com altos índices de umidade e minerais. O pastejo pode iniciar-se em torno de 40 dias após a germinação, uma vez que o teor de proteína na fase inicial de desenvolvimento é baixo (menos de 8%). A seca severa pode prejudicar o rebrote, portanto deve-se fazer pastejos frequentes e com baixas lotações, utilizando a altura de saída em torno de 12 cm. Na fenação, a aveia deve estar com pelo menos 0,3 m de altura, mas a maior produção de massa para feno ocorrequando a cultura estiver com 30% suas plantas em estágio de floração.
Em relação à temperatura, a aveia é tradicionalmente de clima temperado mas possui materiais selecionados para o Centro-Oeste. Temperaturas frias na fase inicial favorecem o perfilhamento, e altas temperaturas com baixa umidade favorecem a qualidade dos grãos. A aveia não é muito exigente em solos, no entanto apresenta melhor produção em solos permeáveis e bem drenados, com boa resposta de produtividade à correção de pH. Possui boa adaptação ao plantio direto, principalmente em sucessão à soja, com grande aproveitamento dos resíduos da cultura anterior.

 

Semeadura

A época de semeadura pode variar de acordo com o objetivo da lavoura. Para produção de grãos o mês de Abril é o mais indicado, se o objetivo for a produção de grandes quantidades de matéria verde a melhor época é entre Abril e Maio. A semeadura no cedo ou tardia é muito atacada por pulgões que afetam a produtividade. A densidade ideal de sementes é de 350 sementes por metro quadrado, ou 70 kg de sementes por hectare. O espaçamento recomendado é de 17 cm a 20 cm entra linhas, com 60 – 70 sementes viáveis por metro. A profundidade deve ser entre 5 cm e 6 cm, podendo ser maior no plantio direto. Há a possibilidade de semeadura à lanço, com posterior incorporação, devendo-se aumentar de 15% a 20% a quantidade de sementes por hectare. O controle de pragas e doenças é facilmente realizado com produtos disponíveis no mercado.

Aspectos importantes

1.Possui abundante sistema radicular e grande colonização do solo;
2.Melhora atributos físicos do solo, acrescendo o número de agregados estáveis;
3.Reduz a infestação por plantas daninhas, devido à sua rápida cobertura do solo;
4.Produz grande quantidade de matéria verde, com bom percentual de proteína;
5.Tolera vários pastejos sucessivos;
6.Seus grãos possuem bom valor de mercado;
7.Boa opção para feno de alta qualidade.