Pesquisas sobre Controle Biológico realizadas pela Fundação MS são apresentadas em Simpósio

A Fundação MS apresentou nesta semana alguns trabalhos feitos com Controle Biológico de pragas no 15º Simpósio de Controle Biológico. O evento, realizado em Ribeirão Preto (SP), começou no último dia 4 e segue até esta quinta-feira (8), reunindo centenas de pesquisadores, acadêmicos e demais profissionais ligados ao setor. Nesta edição, o encontro tem como tema "Os novos desafios do controle biológico".

Segundo o pesquisador de fitossanidade da Fundação MS, José Fernando Grigolli, o grande objetivo da participação da entidade no Simpósio é mostrar que existem novas tecnologias que possibilitam um controle bem feito nas lavouras. "Queremos propiciar uma ferramenta para que os produtores possam trabalhar em sua propriedade. Temos trabalhado fortemente essa questão em nossas pesquisas", comenta.

O controle biológico consiste na regulação da população de plantas e animais por meio de seus inimigos naturais, ou seja, são insetos, fungos, vírus, bactérias, nematoides, entre outros, que realizam o controle das populações de pragas, mantendo-as abaixo do nível de dano, de forma natural, sem prejuízos ao meio ambiente. Entre os principais benefícios do controle biológico nas lavouras, está o controle das pragas com a redução do uso de inseticidas químicos.

Os trabalhos apresentados pela Fundação MS durante o encontro foram: "Manejo de lagartas com o parasitoide de ovos Trichogramma pretiosum em soja", "Manejo do percevejo marrom da soja com o parasitoide de ovos Euschistus heros", e "Aspectos biológicos de Podisus nigrispinus alimentados com Helicoverpa armigera". As pesquisas foram realizadas pelos pesquisadores José Fernando Grigolli, Mirian Kubota Grigolli e Juliana Simonato.

O Simpósio também abordou, ainda, os novos desafios do controle biológico tendo em vista o aumento gradual e constante desse segmento no manejo das pragas recentemente, visando o desenvolvimento de estratégias que atendam a necessidade da agricultura.

O evento é o principal relacionado ao assunto na América Latina e reúne cientistas, pesquisadores, educadores, estudantes e outros profissionais que trabalham na área. O evento é promovido pela Sociedade Entomológica do Brasil e nesta edição foi realizado pela Universidade Estadual Paulista e Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP.