Fundação MS apresenta nova diretoria durante Assembleia

"Daremos continuidade ao trabalho realizado pela gestão anterior, na validação de tecnologias disponíveis no mercado e que isso possa se traduzir em melhorias de renda para o produtor". A afirmação é do novo presidente da Fundação MS, Luciano Muzzi Mendes, que tomou posse do cargo na manhã desta quarta-feira (22), durante Assembleia Geral realizada na sede da instituição, em Maracaju, para o triênio 2017-2019. Anteriormente, a função foi exercida por Luis Alberto Moraes Novaes, atual diretor-tesoureiro do Sistema Famasul.

Mendes elogia a gestão anterior e declara que a Fundação MS continuará com seu papel de fundamental importância na contribuição do desenvolvimento da agricultura e pecuária de Mato Grosso do Sul, por meio das pesquisas realizadas em todo o Estado. "Vamos finalizar o trabalho de construção da ferramenta de análise comparativa dos ensaios realizados nas diversas áreas agrícolas em que a instituição atua, onde o produtor poderá ter uma informação de forma mais rápida e precisa", destaca.

De acordo com o presidente, o objetivo é fazer com que o produtor erre o mínimo possível, evitando gastos desnecessários. "Serão trabalhadas tecnologias no campo que possibilitem melhoras na produtividade com lucratividade. Os trabalhos em sistemas irrigados também terão continuidade, e os produtores rurais terão acesso aos resultados por meio de palestras, dias de campo e apresentação de resultados de pesquisas", salienta.

Luciano Muzzi Mendes é engenheiro agrônomo, pós-graduado em administração de empresas agropecuárias. Possui MBA em Gestão Empresarial e, ainda, especialização em Nutrição Animal e Pastagens. Foi vice-presidente da Fundação MS entre os anos de 1996 e 1998. Atuou como presidente do Sindicato Rural de Maracaju entre 2009 e 2011. Trabalhou também como secretário de Desenvolvimento de Maracaju em 2012 e 2013. Atualmente, também exerce a função de presidente da COOPSEMA - Cooperativa Agrícola Mista Serra de Maracaju.

O novo Conselho de Administração da Fundação MS conta, ainda, com o representante da Sapé Agropastoril, Artur Falcette, na vice-presidência; e André Figueiredo Dobashi como diretor financeiro, além de outros produtores rurais mantenedores da entidade. Durante a Assembleia, também entraram em pauta assuntos como Prestação de contas referente ao ano de 2016; Plano anual de atividades para 2017; Posse do Conselho Fiscal e Conselho Técnico-Científico; e demais assuntos de interesse da instituição.

O Conselho Fiscal está composto pelos titulares Fernando Casali, Sadi Depauli e Lucas da Rocha, tendo como suplentes, respectivamente, Lourenço Tenório Cavalcante, Leôncio de Souza Brito Neto e Roberto de Oliveira Silva Júnior.

Já o Conselho Técnico-Científico é composto por pesquisadores da Fundação MS, produtores rurais, representantes das mantenedoras institucionais - Sistema Famasul, Aprosoja e OCB/MS, além de representantes da Embrapa Gado de Corte e Embrapa Agropecuária Oeste. São eles: Joan Francisco Vosters, Gilberto Darci Bernardi, Elvio Rodrigues, Luiz Carlos Roos, Roberto Cotica, Roberto de Oliveira Silva Neto, Daniel Franco Pereira, Ademir Hugo Zimmer, Bruno Scheeren, Julio Cesar Salton, José Antônio Tozzi Filho, Antônio José Meireles Flores (Tuca), Juliano Schmaedecke, André Luis Faleiros Lourenção e José Fernando Jurca Grigolli.